23 de setembro de 2010

Edir Macedo, "O Defensor do Aborto"

A Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB) existe desde 1859. É uma denominação protestante, calvinista e reformada. Como Batista mas com coração Pentecostal, é evidente que não estou de acordo com algumas das suas doutrinas. Mas concordo plenamente com a sua posição em relação a certas denominações neopentecostais. Para a liderança da IPB, por exemplo, a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) é uma seita. Muitos poderão considerar o posicionamento da IPB exagerado e afirmarem que ela não tem o direito de considerar a tal denominação pretensamente evangélica uma seita. Mas eu estou de acordo com os líderes da aludida denominação histórica e considero a sua posição exemplar, nesse caso. Além da falaciosa Teologia da Prosperidade, acompanhada de outras heresias e modismos injustificáveis, de uns tempos para cá a Record (emissora da IURD) e o seu líder, Edir Macedo, passaram a defender abertamente o aborto, contrariando a Palavra de Deus. Até a crítica secular tem se manifestado quanto a isso.. [Continuar Lendo]

Um comentário:

Mauro Sergio disse...

O Macedo não aopiava o aborto, pelo contrário adotou uma criança que iria ser abortada por uma mendiga.

Então quando o menino nasceu ele passou a cuidar dele junto com suas duas filhas. O que deu as filhas deu ao menimo.

O tempo passou, as filhas permanceram fiéis a Deus e à sua palavra e casaram com pastores. O menino começou a não dar tanto valor à presença de Deus. Como ele gostava de música, Macedo deu-lhe a oportunidade de tocar teclado e cantar e assim o fez. Todavia, se tornou uma pessoa pertubada em suas idéias (tem até uns videos dele no Youtube).

Com o filho adotivo se perdendo na fé, aos poucos Macedo foi se tornando a favor do aborto em casos que possam causar a morte da mãe ou da criança nascer para viver "vegetando". Naturalmente deve ter pensado que se aquele feto ainda informe tivesse sido abortado pela mendiga, jamais esta alma estaria caminhando para o inferno. Só o arrependimento pode salvar o Moyses Macedo...

Agora Macedo se torna a favor do aborto no caso dos pais não terem condições de criar a criança.

Na palavra de Deus não há referências citando o aborto como crime, como defende Macedo. Sim, nisto ele tem razão, basta procurar pelo assunto. Porém só Deus, o autor da vida, tem o direito a retirá-la de um ser humano. Tanto que nas passagens do antigo testamento Deus manda assassinar os inimigos de Israel, eliminar da Terra Santa os impuros. Só Ele pode mandar matar! "Eu o Senhor não mudo!"

É esse pensamento que lhe falta...