26 de setembro de 2009

Heresias Modernizadas- Amuletos (Video)

VEJA O VIDEO

video

Essas são apenas mais algumas heresias que temos dentro de algumas Igrejas, e ainda por cima com Título de "Igrejas Evangélicas. E que eu não sei quem disse Evangélicos são aqueles que vivem pelo Evangelho, e se isso é viver Evangelho eu estou errado, e não só eu como também Paulo, Pedro, João e ainda Jesus. O Pr. Tupirani bem falou, e eu torno a questionar que tipo de evangelho temos vivido, amuletos que estão entrando dentro de nossas igreja. O que não deixa de ser a velha Idolatria(que vimos dentro das Igrejas católicas)que esta vindo a tona. Que tipo de evangelho esses salafrarios tem apresentado , templos chamados de Igrejas e que na verdade não passam de Grandes Empresas. E o pior é que dia a dia o povo Evangélico tem sido motivo de chacóta pelas ruas, por causa dessas "Prostitutas Espirituais" abertas na força do dinheiro, estão usando do evangelho para angariar fundos pra si próprios usando uma mascara e vendendo objetinhos ungidos, lá se você for tudo é ungido só o que não é ungido é a cara deles, E o pior é que esses " lobos Devoradores"não se envergonham, o Deus misericordioso!!

24 de setembro de 2009

Unicismo - Unicistas dizem que Jesus também é Pai !


É JESUS O PAI?

Argumentos Unicistas

Isaías 9:6 – o "Pai Eterno"

João 10:30 – "Eu o Pai somos um"

João 14:8, 9 – "Disse Filipe: "Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta. Jesus respondeu: "Você não me conhece, Filipe, mesmo depois de eu ter estado com vocês durante tanto tempo? Quem me vê, vê ao Pai. Como você pode dizer: ‘Mostra-nos o Pai’?"

Defensor da Fé, Refutando Versículo por versículo

Isaías 9:6 – o "Pai Eterno"

Este versículo não ensina que Jesus é o Pai. O título "Pai eterno", refere-se ao fato de que Jesus é o Pai da eternidade; em outras palavras, Jesus sempre existiu (João 1:1); Ele não foi criado, não teve princípio (João 17:5).

O termo "Pai" não era o título que se costumava usar para dirigir-se a Deus no Antigo Testamento. Assim, este versículo não ensina que Jesus é o "Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo" (1ª Pedro 1:3); em outras palavras, Jesus não é seu próprio Pai.

João 10:30 – "Eu o Pai somos um"
Se Jesus houvesse querido dizer que ele é o Pai, haveria dito: "Eu e o Pai sou um" ou "Eu sou o Pai", que seria a expressão gramatical correta. Jesus não pode ser acusado de ter sido um mal comunicador. "Somos" (gr. esmen), a primeira pessoa do plural. Jesus e o Pai são um em natureza e em essência, porque Jesus é Deus, como o Pai, mas não é o Pai.

João 14:8, 9 – "Disse Filipe: "Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta. Jesus respondeu: "Você não me conhece, Filipe, mesmo depois de eu ter estado com vocês durante tanto tempo? Quem me vê, vê ao Pai. Como você pode dizer: ‘Mostra-nos o Pai’?"

Jesus NÃO disse a Filipe que era o Pai.

Jesus veio como representante do Pai; veio demonstrar-nos o caminho ao Pai (v.6). Em João 5:43, Jesus disse: "Eu vim em nome de meu Pai [na autoridade do Pai, com as credenciais do Pai], e vós não me recebeis; se outro viesse em seu próprio nome [em sua própria autoridade, com suas próprias credenciais; como o anticristo], a esse receberíeis".
Quantas vezes temos orado: "Pai, ajuda-me para que as pessoas te vejam em mim". Acaso isso quer dizer que quando as pessoas virem você, estarão vendo literalmente ao Pai? Certamente que não, nem tampouco você estaria realmente pensando nisso, mas sim, estaria pedindo que Deus o ajude a representá-lo corretamente diante das pessoas para que possam ver a Deus através de sua vida. Por isso Jesus disse a Felipe: "O que me viu, viu ao Pai", porque ver a Jesus, quem representou ao Pai foi como se estivesse vendo ao Pai. Mas Jesus NÃO estava dizendo que ele era o Pai.

QUE DIZ A BÍBLIA ACERCA DE JESUS E O PAI?

Jesus é referido como "Filho" mais de 200 vezes no Novo Testamento e nunca é chamado de "Pai". Jesus referiu-se ao Pai mais de 200 vezes como alguém distinto dele. Em mais de 50 versículos podemos observar o Pai e a Jesus, o Filho, lado a lado.
No Novo Testamento repetidamente encontramos expressões como estas:

Romanos 15:5-6 — "O Deus que concede perseverança e ânimo lhes dê um espírito de unidade, segundo Cristo Jesus, para que com um só coração e uma só boca vocês glorifiquem ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo".
2ª Coríntios 1:3
— "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação...
"
Filipenses 2:10-11 — "...Para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, no céu, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai".
1ª João 1:3b — "Nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho Jesus Cristo". 1ª João 2:1 — "Meus filhinhos, escrevo-lhes estas coisas para que vocês não pequem. Se, porém, alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo".
2ª João 3 — Graça, misericórdia e paz da parte de Deus Pai e de Jesus Cristo, o Filho do Pai, estarão conosco em verdade e amor".

No Evangelho de João, Jesus refere-se a si mesmo como enviado pelo Pai, mas nunca referiu-se a si mesmo como o Pai que enviou ao Filho!!

A doutrina Unicista que diz que Jesus e o Pai são uma só pessoa,não se confirma, está refutada por completo!!
Agora vamos para as..........


Questões que os unicistas NUNCA saberão responder:

* Se Jesus e o Pai são uma só pessoa:
1- Como pode Jesus está assentado a direita do pai?
Mc 16;19, Rm 8,34 ..que Estevão também viu
At7;55, At 7;56
2- De quem era voz quando Jesus foi batizado por João Batista? Mc1;11 ,Lc 3;22, Mt 3;17-É..a voz disse:"E eis que uma voz dos céus dizia:Este é o meu Filho amado,em quem me comprazo".
3-De quem foi a Voz que mandou os discípulos ouvirem Jesus
? Mt.17;5, Mc 9;7, lc 11;35
4-Como pode Jesus(em seus ultimos momentos) ter olhado para o céu e visto o Pai de costas? (Ah, só pode que tina ums espelho lá no Céu né!!)


Percebemos Jesus que a crença Unicista não se confirma
....Ao contrário, quando lemos a Bíblia constatamos que,"O Pai enviou a alguém separado dele, chamado Filho!!"


Para meditarmos:

1ª João 4:9-10,14 — "Foi assim que Deus manifestou o seu amor entre nós: enviou o seu Filho Unigênito ao mundo, para que pudéssemos viver por meio dele. Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação por nossos pecados. (...) E vimos e testemunhamos que o Pai enviou seu Filho para ser o Salvador do mundo".


Queridos fiquem na Paz de Cristo! E em breve voltaremos com mais artigos sobre " O Unicismo".
Abraços Victor Silva

22 de setembro de 2009

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ

Heresias e Praticas da Seitas:

1-Dizem que Jesus não Ressucitou

18 de setembro de 2009

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ

Heresias e Praticas da Seitas:

1-Dizem que Jesus não Ressucitou

Cristãos Superticiosos?



Paulo disse, no Areópago, em Atenas: “... em tudo vos vejo um tanto supersticiosos” (At 17.22). A despeito de estas palavras terem sido dirigidas aos atenienses, veremos neste artigo que elas também valem para muitos cristãos da atualidade.

O que é superstição? Do latim superstitione, é uma crença errada, uma falsa ideia a respeito do sobrenatural ou um sentimento religioso excessivo ou errôneo que muitas vezes arrasta as pessoas ignorantes à prática de atos indevidos e absurdos. Como o Brasil é um país muito supersticioso, graças a religiões populares (como catolicismo, umbanda e candomblé), às vezes vemos alguns cristãos que mantêm resquícios do tempo em que eram dominados pelo misticismo.

“Arruda e sal afastam maus espíritos”. Há igrejas pseudoevangélicas que têm adotado a arruda e o sal grosso para supostamente fazerem com que males, doenças e enfermidades fiquem bem distantes dos seus fiéis. Com isso, os líderes desses movimentos pretensamente cristãos, além de
“afastarem” os maus espíritos, atraem os incautos e bons ofertantes...

“Carne de porco no réveillon traz prosperidade”. Pois é... tem crente que só come pernil (de porco) na virada do ano. Por quê? Porque existe uma superstição de que, como esse animal fuça para frente, garante prosperidade o ano todo, ao contrário do peru, que cisca para trás. Pode uma coisa dessas?!

“Orelha arde quando alguém fala mal de nós”. Há uma crendice no Brasil, não levada tão a sério como antigamente, de que, se uma pessoa sentir a sua orelha arder, é porque alguém está falando mal dela. E é comum ouvir gracejos do tipo, entre os evangélicos: “Sua orelha deve ter queimado bastante ontem, pois falamos bastante de você”.

“Passar a virada do ano de branco dá sorte”. Tenho observado que, no culto de passagem de ano, muitos irmãos aparecem vestidos de branco. Você sabia que esse hábito é inspirado em religiões de origem africana? É verdade que o branco simboliza pureza e paz. Mas a mencionada superstição está ligada, sobretudo, aos cultos afro-brasileiros, como umbanda e candomblé.


“É bom começar o dia com o pé direito”.
Há alguns anos, visitei a casa de Santos Dumont, em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Fiquei maravilhado com as suas invenções. E admirei-me mais ainda com as suas superstições! Para se ter uma ideia, a escada de acesso à sua casa tem apenas um pedaço de madeira do lado direito, no primeiro degrau. Para quê? Para obrigar o visitante a iniciar a subida com o pé direito! Mas já ouvi crente dizer assim: “Hoje, levantei cedo, orei, li a Bíblia... Comecei o dia com o pé direito”!

“Dá azar encontrar-se com um gato preto”. Essa crença e outras a respeito dos gatos vieram da Europa. Diz-se que eles não amam os seus donos, e sim a casa em que vivem. Por isso, numa mudança, é preciso levar o pequeno felino dentro de um saco para que não saiba para onde está indo. Acredita-se, ainda, que o Diabo toma a forma de um gato preto. Parece incrível, mas já ouvi irmãos dizendo que o seu dia não estava bom porque, pela manhã, cruzaram com um gato preto!

“Número 13 dá azar”. Brasileiros famosos, como Roberto Carlos e Zagallo, tratam o número 13 de maneira diferente. O cantor passa longe do tal número, enquanto o ex-técnico da Seleção Brasileira afirma que lhe dá sorte. Aliás, Zagallo, após vencer a Copa América, em 2004, contra a Argentina, declarou: “Argentina vice tem treze letras”. Em 2006, um maldoso argentino replicou: “Brasil sem hexa também tem treze letras”.

Bem, quando olhamos para a Bíblia, vemos que esse número é bastante significativo. Basta observar que o Apóstolo Jesus (Hb 3.1) e os seus seguidores formam um grupo de treze apóstolos, e que Jericó foi rodeada treze vezes pelos israelitas: uma volta por dia, durante seis dias, e sete voltas no sétimo dia (Js 6.3-4). Ademais, os livros de Neemias, 2 Coríntios e Hebreus têm treze capítulos. E a bênção apostólica está registrada em 2 Coríntios 13.13.
Por Ciro Sanches
Que Deus nos ajude a abandonarmos as más influências da vida velha. Afinal..

“se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (2 Co 5.17).

Que você tenha sempre pra dizer nessa situação " A minha Fé vem do Senhor."
Fiquem na Paz
Victor Silva

Adquira a sua Bíblia em Audio

16 de setembro de 2009

Tem tudo dado errado? - Uma história muito comovente




                                   Não desista, Nunca!! 
Um homem investe tudo o que tem numa pequena oficina. Trabalha dia e noite, dormindo apenas quatro horas por dia. Dorme ali mesmo, entre um pequeno torno e algumas ferramentas espalhadas. Para poder continuar seus negócios, empenha sua casa e as jóias da esposa.

Quando, finalmente, apresenta o resultado de seu trabalho a uma grande empresa, recebe a resposta que seu produto não atende o padrão de qualidade exigido.

O homem desiste? Não! Volta à escola por mais dois anos, sendo vítima da chacota de seus colegas e de alguns professores, que o chamam de "louco".

O homem fica ofendido? Não! Dois anos depois de haver concluído o curso de Qualidade, a empresa que o recusara finalmente fecha contrato com ele.

Seis meses depois, vem a guerra. Sua fábrica é bombardeada duas vezes. O homem se desespera e desiste? Não! Reconstrói sua fábrica, mas um terremoto novamente a arrasa.

Você pensará, é claro: bom, agora sim, ele desiste! Mais uma vez, não! 

Imediatamente após a guerra há uma escassez de gasolina em todo o país e este homem não pode sair de automóvel nem para comprar alimentos para sua família.

Ele entra em pânico e decide não mais continuar seus propósitos? Não! 

Criativo, ele adapta um pequeno motor à sua bicicleta e sai às ruas. Os vizinhos ficam maravilhados e todos querem as chamadas "bicicletas motorizadas". A demanda por motores aumenta e logo ele não conseguiria atender todos os pedidos! Decide montar uma fábrica para a novíssima invenção. Como não tem capital, resolve pedir ajuda para mais de quinze mil lojas espalhadas pelo país. Como a idéia parece excelente, consegue ajuda de 3.500 lojas, as quais lhe adiantam uma pequena quantidade de dinheiro...

Hoje, a Honda Corporation é um dos maiores impérios da indústria automobilística! Esta conquista foi possível porque o Sr. Soichiro Honda, o homem de nossa história, não se deixou abater pelos terríveis obstáculos que encontrou pela frente.

Em nossas vidas... Quantos de nós, desistimos por muito menos? Quantas vezes o fazemos antes de enfrentar minúsculos problemas? Todas as coisas são possíveis, quando sustentadas por um sonho e valores consistentes.

Tome a decisão de um vencedor... Jamais desista!!! 


Vai desistir??? Pense bem!!!!

* O General Douglas MacArthur foi recusado na Academia Militar de West Point, não uma vez, mas duas. Quando tentou pela terceira vez, foi aceito e marchou para os livros de história.

* O superstar do basquete, Michael Jordan, foi cortado do time de basquete da escola.

* Em 1889, Rudyard Kipling, famoso escritor e poeta, recebeu a seguinte resposta do jornal San Francisco Examiner : "Lamentamos muito, Sr. Kipling, mas o senhor não sabe usar a língua inglesa."

* Winston Churchill repetiu a sexta série. Veio a ser primeiro ministro da Inglaterra somente aos 62 anos de idade, depois de uma vida de perdas e recomeços. Sua maior contribuição aconteceu quando já era um "cidadão idoso".

* Os pais do famoso cantor de ópera italiano, Enrico Caruso, queriam que ele fosse engenheiro. Seu professor disse que ele não tinha voz e jamais seria cantor.

* Albert Einstein não sabia falar até os 4 anos de idade, e só aprendeu a ler aos 7. Sua professora o qualificou como "mentalmente lerdo, não-sociável e sempre perdido em devaneios tolos". Foi expulso da escola e não foi admitido na Escola Politécnica de Zurique.

* Louis Pasteur foi um aluno medíocre na escola. Dentre 22 alunos, ficava em 15° lugar.

* Em 1944, Emmeline Snively, diretora da agência de modelos Blue Book Modeling, disse à candidata Norman Jean Baker ( Marilyn Monroe) : "É melhor você fazer um curso de secretariado, ou arrumar um marido. "

* Ao recusar um grupo de rock inglês chamado The Beatles, um executivo da Decca Recording Company disse : "Não gostamos do som. Esses grupos de guitarra já eram."

* Em 1954, Jimmy Denny, gerente do Grand Ole Opry, despediu Elvis Presley no fim da primeira apresentação, dizendo : "Você não tem a menor chance, meu filho. Melhor continuar motorista de caminhão. "

* Quando Alexander Graham Bell inventou o telefone, em 1876, não tocou o coração de financiadores com o aparelho. O Presidente Rutheford Hayes disse: "É uma invenção extraordinária, mas quem vai querer usar isso ?"

* Rafer Johnson, campeão de decatlo, nasceu com um pé torto.

* Thomas Edison fez duas mil experiências para conseguir inventar a lâmpada. Um jovem repórter perguntou o que ele achava de tantos fracassos. Edison respondeu : "Não fracassei nenhuma vez. Inventei a lâmpada. Acontece que foi um processo de 2.000 passos."

* Aos 46 anos, após anos de perda progressiva da audição, o compositor alemão Ludwig van Beethoven ficou completamente surdo. No entanto, compôs boa parte de sua obra, incluindo três sinfonias, em seus últimos anos.

13 de setembro de 2009

"Ovelhas em pele de Lobo, e não lobos em pele de ovelha"


Ovelhas Vestidas de Lobo

Outro dia, Já faz um bom tempo, chegou-me às mãos o texto que abaixo vos transcrevo. Não me lembro onde eu o adquiri.  Sei que fiquei pasmo diante da verdade nela revelada. Eu conheci uma igreja que tinha uma pessoa que era exatamente como no texto abaixo. Providencialmente, o Senhor trouxe a mim esta revelação, a qual passo, com muito carinho a todos os amigos que visitam meu site. Leia e veja se você conhece alguém assim:
Transferência: Ovelhas vestidas de Lobo

Ovelhas vestidas como lobos são filhos verdadeiros de Deus, mas que agem como lobos devido a suas feridas emocionais. Elas se encontram em nossas igrejas com uma freqüência crescente, e podem usar um mecanismo de defesa que os psicólogos chamam de transferência. A transferência é definida como “alguém do presente que é experimentado como se fosse alguém do passado. As atitudes e emoções, positivas ou negativas, que pertenciam a uma relação anterior são transferidas a uma nova pessoa no presente” (Baker Encyclopedia of Psychology, Baker Book House, 1985: 1173).
RAÍZES - Ocorre, geralmente, com quem teve uma relação problemática com o pai ou a mãe e que encontra, no presente, alguém que corresponde ao lado positivo, inicialmente, daquela pessoa do passado. Destas pessoas, tendentes à transferência, ouvimos expressões do tipo: “você é o pai que eu não tive”. Nesse ponto, a transferência ainda expressa um lado positivo, porém, está fadada a tornar-se negativa quando o pensamento passa a ser: “você é como meu pai”. Daí em diante, no momento em que o objeto de transferência não corresponder às expectativas e não preencher as carências e vontades dessa pessoa, a mesma começa a expressar: “você age como meu pai e por isso o odeio”. Aqui se apresenta o grande problema, pois a pessoa passa a investir na destruição do seu objeto de transferência e, freqüentemente, tem êxito nisso, partindo do pressuposto de que sua inteligência é bastante desenvolvida.
PERIGO - Uma pessoa em transferência é um perigo para a igreja, visto que pode destruir seu alvo e um grande número de pessoas que estiverem em volta. Pastores e líderes, principalmente os mais carinhosos, facilmente tornam-se objetos de transferência, correndo o risco de uma destruição em massa. Essa dinâmica pode ser a base para o pior tipo de batalha espiritual, considerando que a pessoa que ataca sente que age em nome de Deus e assume a responsabilidade de “proteger” e influenciar o maior número de pessoas possível contra o seu objeto de transferência.
PERFIL - É possível identificar alguém em transferência quando se percebe nele os seguintes aspectos: tenha sofrido um trauma emocional que levou a uma carência afetiva, através da qual, quer sentir-se especial. Projeta situações do passado no presente. Critica, expondo sentimentos contra alguém. Orgulha-se de quem é, tornando-se cego, não enxergando problemas em si mesmo. Sente ciúmes quando se vê saindo do lugar de preferência de outrem. Envolve-se em mentiras, engano e calúnias. Demonstra raiva direta ou indiretamente. Mostra-se controlador, dominador e manipulador. Solitário, por não reconhecer os próprios problemas, não sendo, assim, confiável nos relacionamentos. É conflitante e faccioso. Vale-se da máscara de vítima. Idolatra o ministério, a posição, o espaço ou a tradição. Sofre repressão emocional com ocasionais descargas. É carente de afirmação. Resiste às correções, recebendo-as como rejeição. Pode estar afligido por demônios.
TRATAMENTO - O tratamento pode ser aplicado partindo do princípio de que é um processo a restauração, por isso, demorada. Deve-se seguir os passos:
1. Quebrantamento e arrependimento: muito difícil de alcançar, pois quase ninguém está disposto a reconhecer seus erros, lembrando que o orgulho faz parte do perfil de alguém em transferência. Ninguém é capaz de mudar esse coração, só Deus;
2. Assumir responsabilidades: se for capaz de quebrantar-se, deve assumir os erros e as responsabilidades;
3. Sofrimento: o retorno à saúde não é fácil, exige consciência de que o sofrimento é inevitável;
4. Submissão ao seu líder espiritual: é complicado por causa do orgulho, porém, se não houver essa submissão, ou a pessoa acaba saindo da igreja, ou deve ser convidada a fazê-lo (isso é uma sugestão para que não haja destruição do restante da igreja. É para o bem comum. Observe 1 Coríntios 5:11-13);
5. Traçar limites objetivos: o que é necessário fazer para que a situação mude? Por exemplo, se o alvo da transferência faz parte do mesmo grupo de apoio que a pessoa, um ou outro deve mudar de grupo;
6. Afastamento do objeto de transferência: o alvo deve sair imediatamente e radicalmente do caminho dessa pessoa e um mediador deve assumir o tratamento da mesma;
7. Tratamento emocional especializado: deve-se procurar a ajuda de uma equipe REVER e/ou de um profissional.
8. Compromisso profundo com a verdade: por estar cercado pelo engano, é preciso comprometer-se com a verdade, inclusive sabendo que a mesma trará dor;
9. Exercício de escrever: expressar, através da escrita, tudo o que está preso no interior: dor, sentimentos;
10. Renúncia: trabalho de libertação, renunciando espíritos malignos e fechando portões;11. Reconhecimento dos próprios erros;
12. Discernimento de futuras transferências.
PREVENÇÃO - A igreja deve estar orientada quanto a esse comportamento que é tão prejudicial ao seu andamento. Para tal, é imprescindível identificar líderes suscetíveis a serem objetos de transferência; ensinar e orientar toda a liderança da igreja sobre o assunto; preservar a unidade entre os líderes; discernir a raiz dos conflitos, observando erros próprios e de outrem; estar alerta quanto a facções (sem tentar espiritualizá-las sempre); discernir batalha espiritual e os mascarados de espirituais, e trabalhar o reconhecimento da parte dos líderes de suas próprias fraquezas.
Perguntas de Reflexão1. - Você ou um líder de sua igreja já foram alvos desta dinâmica?2. Quais passos a liderançça da igreja deve tomar para proteger-se desse mal?3. O que Deus está falando ao seu coração através deste artigo? O que você pretende fazer baseado nisso?

      É preciso que tenhamos discernimento para julgar a questão, não vamos simplesmente nos desfazer das pessoas que estão trazendo problemas, fazendo as coisas erradas mesmo estando na igreja, nem sempre quer dizer que a pessoa esta  fazendo o mal por querer, muitas vezes tais praticas erradas passam despercebidas do irmão em questão, as vezes a pratica do errado se dá unicamente pela falta de entendimento, as vezes ele não sabe ou se ainda não percebeu que está na pratica de uma atitude errada. Nem sempre o que é certo sabe ele o que é certo, e o errado sabe ele que é errado!!
   Temos que ter o discernimento para saber, se o que temos em nossas mãos é " Um lobo com pele de ovelha, ou uma simples Ovelha em pele de lobo."
  Uma simples ovelhinha que está sem entendimento da causa, mas que não é por isso que se torna uma ovelhinha descartável!!
    Dá pra se perceber que ambos,lobo em pele de ovelha, e ovelha com pele de Lobo dá se uma mistura de 2 razões. Mas que de uma delas a essência é de mal, a intenção é mal, mas já a de outra a essência é boa, a raíz é de bem. E geralmente a maior quantidade de algo ao natural  prevalece,mas que com um pouco de esforço a menor cobrirá a maior!
  Queridos é preciso ter entendimento para não descartarmos para sempre, o que não é descartável.Não se pode Anula-lo tendo uma vida inteira de acertos e por apenas algum Presente de erros.

Mas o que devemos fazer com tal irmão? Qual deve ser a nossa atitude?
   
Queridos uma vez que nada podemos contra a verdade senão pela verdade,nada melhor do que agir como a Bíblia nos orienta:
                                      Mt 18,15-17

Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão; Mas, se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda a palavra seja confirmada.
E, se não as escutar, dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um gentio e publicano.


   E são as palavras do Salvador, quem pode se opor??
  Pense, analize antes de agir errado, e de repente até  fazer uma vida se perder para sempre, Julgue sempre se esta se lidando com
   " Um lobo em pele de ovelha, ou apenas uma ovelha em pele do lobo."

Fique na doce Paz de Cristo, Deus lhes abençoe.

    Victor Silva
   

12 de setembro de 2009

"Unicismo" - O batismo Unicista


BATISMO Unicista
Uma época atrás surgiram os que Tertulíano chamou de monarquianistas (do grego monarchia - governo exercido por uma única pessoa). Os monarquianistas dinâmicos (do grego dyna­mis “força, poder”, pois diziam que Deus deu força e poder a Jesus, adotando-o como Filho), negavam a divindade absoluta de Jesus, e também a Trindade. Esta heresia era o prenúncio do arianismo, que, no início de terceiro século, negava a eternidade de Jesus, pois considerava Cristo um deus de segunda categoria, igual ao ensino das Testemunhas de Jeová. Essa doutrina dos dinâmicos era defendida por Teodoro de Bizâncio, Artemão e Paulo de Samosata.

Monarquianistas modais ou modalistas ensi­navam que as três pessoas da Trindade mani­festavam-se de vários modos, daí o nome mo­dalista. Defendidos por Noeto de Esmirna e Práxeas de Cartago, ensinavam que o Pai nas­ceu e sofreu, e que Jesus era o Pai. Por essa razão, no Ocidente, eles eram chamados de patripassianistas (do latim Pater “Pai” e passus de patrior “sofrer” - o Pai encarnou-se em Cris­to e sofreu com Ele). No Oriente eram chama­dos sabelianistas, pois o heresiarca Sabélio foi quem mais se destacou na propagação dessa heresia. Segundo essa doutrina, o Pai, o Filho e o Espírito Santo são apenas três aspectos da Divindade, sendo, portanto, uma só Pessoa. Esse ensinamento do bispo Sabélio é hoje chamado de sabelianísmo ou modalismo.

Sabélio usava a palavra “pessoa” para cada Pessoa da Trindade, mas para ele essa “pessoa” tinha o sentido de máscara ou manifestações diferentes de uma mesma Pessoa Divina. Na sua concepção o Pai, o Filho e o Espírito Santo são nomes de três estágios ou fases diferentes. Ele era Pai na criação e na promulgação da Lei; Filho na encarnação, Espírito Santo na regeneração. Essa doutrina foi combatida por Tertuliano em Contra Prãxeas, quando pela primeira vez este apologista usa o termo Trinitas (“Trindade”) para a Divindade:

“Todos são de um, por unidade de substância, embora ainda esteja oculto o mistério da dispensação que distribui a unidade em uma Trindade, colocando em sua ordem os três: Pai, Filho e Espírito Santo; três contudo,... não em substância, mas em forma, não em poder, mas em aparência, pois eles são de uma só substân­cia e de uma só essência e de um poder só, pois é de um só Deus que esses graus, formas e aspectos são reconhecidos com o nome de Pai, Filho e Espírito Santo.”


*Modalismo moderno

Restauração do modalismo. O sabelianismo ganhou espaço por mais ou menos cem anos em Roma, Ásia Menor, Síria e Egito. Em 263 A.D., Dionísio de Alexandria enfrentou o pró­prio Sabélio, derrotando o sabelianísmo. De­pois disso o cristianismo passou a repudiar o sabelianísmo, e o combate a essa heresia conti­nuou até que ela desapareceu completamente da história. Depois de muitos séculos, esse en­sinamento retornou das profundezas do Infer­no, por John G. Schepp, fundador da seita “Só Jesus”, em 1913. Temos no Instituto Cristão de Pesquisas (ICP) uma lista de mais de quinze seitas modalístas. Não é possível, aqui, um co­mentário sobre todas elas, mas apresentaremos apenas as principais:


*Só Jesus

Fundada por John 8. Schepp em 1913, ensi­na que o batismo salva, igual à doutrina da Congregação Cristã no Brasil, e deve ser realizado só em nome de Jesus. Seus adeptos não seguem a fórmula batismal de Mateus 28.19:

“Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito San­to”. Essa seita provocou muitas divisões nas igre­jas evangélicas da época. Ela mesma depois se dividiu em várias facções, entre as quais a Igre­ja Pentecostal Unida do Brasil, presente em outros países, que também é modalista e batiza só em nome de Jesus. (Não confundir com a Igreja Unida.)


*Tabernáculo da Fé

Fundado por William Marrion Branham (1906-1965), chamado por seus adeptos de “o profeta do século e mensageiro do Apocalipse”, Willi­am Marrion Branham, como os demais funda dores de seitas, arroga para si a mesma autori­dade dos profetas e apóstolos da Bíblia e nega a doutrina bíblica da Trindade. Seus adeptos são modalistas, pois seguem o ensino de seu líder, e o batismo nas águas é realizado só em nome de Jesus.

9 de setembro de 2009

História do Unicismo- A grande Heresia praticada em algumas igrejas


HISTÓRIA DO UNICISMO MODERNO Ou RETORNO DA VELHA HERESIA SABELIANA

Essa doutrina surgiu em uma reunião pentecostal das igrejas Assembléias de Deus realizada em abril de 1913, em Arroyo Seco, nos arredores de Los Angeles, na Califórnia, numa cerimônia de batismo. O preletor, R. E. McAlister, disse que os apóstolos batizavam em nome do Senhor Jesus e não em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, e quando as pessoas ouviram isso ficaram atônitas. McAlister foi notificado que seu ensino possuía elementos heréticos. Ele tentou esclarecer sua prédica, mas ela já havia produzido efeito. Um de seus ouvintes era John Sheppe que após aquela mensagem, passou uma noite em oração, refletindo a mensagem de McAlister e concluiu que Deus havia revelado o batismo verdadeiro que seria somente em nome de Jesus. Também Franck J. Ewart, australiano, adotou essa doutrina e em 15 de abril de 1914 levantou uma tenda em Belvedere, ainda nos arredores de Los Angeles, e passou a pregar sobre a fórmula batismal de Atos 2.38. Comparando com Mt 28.19, chegou à conclusão de que o nome de Deus seria então somente o nome Jesus.

É verdade que o batismo somente no nome de Jesus era praticado por pastores pentecostais como Howard Goss e Andrew Urshan, mas foi somente com Franck J. Ewart que o batismo em nome de Jesus desenvolveu teor teológico próprio. Assim, em 15 de abril de 1914, Franck J. Ewart e Glenn Cook se batizaram mutuamente com a nova fórmula. Esse movimento começou então a crescer em cima dessa polêmica e ficou conhecido por vários nomes como: Nova Questão, movimento Somente Jesus, o Nome de Jesus, Apostólico, ou Pentecostalismo Unicista.

A essência da doutrina unicista é a centralização no nome de Jesus. Os teólogos unicistas entendem que a expressão em nome, de Mateus 28.19 referindo ao Pai, Filho e Espírito Santo são apenas nomes singulares de Jesus. Assim, o que parecia ser apenas uma polêmica referente à fórmula batismal resultou na negação da doutrina da Trindade. Os unicistas não aceitam a pluralidade de pessoas na unidade Divina, qualquer referência à idéia de Trindade eles interpretam como sendo várias manifestações de Deus ou de Jesus. Logo não são contra a Trindade pelo fato de não crer que Jesus seja Deus, mas ironicamente pelo fato de crer que Deus é só Jesus.




    
 O que Diz o Unicismo?

O Unicismo diz que Jesus é Deus Pai e é o Espírito Santo.....

                     Será???
Dentro da unidade do único Deus existem três pessoas distintas, o Pai, o Filho e o Espírito Santo; e estes três compartilham da mesma natureza e atributos; então, com efeito, estes três são o único Deus.

Há muitos cristãos evangélicos que consideram o movimento Pentecostal Unicista (também conhecido como "Só Jesus") como um movimento cristão evangélico. A realidade é que este movimento está muito longe de ser considerado como cristão; está mais para uma seita. Uma das definições teológicas de seita é: Qualquer grupo que se desvia das doutrinas fundamentais do cristianismo, como a Trindade, a divindade de Jesus Cristo e a salvação pela graça, através da fé em Jesus Cristo somente.

Os maiores grupos o melhores conhecidos que compõem o movimento Pentecostal Unicista são:

• Igreja Apostólica da Fé em Cristo Jesus
• Igreja Pentecostal Unida
• Igreja Pentecostal da Fé Apostólica
• Igreja Evangélica Cristo Vive (Miguel Angelo)
• Outros grupos independentes que também crêem na unicidade de Deus, como por exemplo, a Igreja Voz da Verdade, Pentecostal Unida do Brasil, Tabernáculo da Fé, Igreja de Deus do Sétimo Dia etc.

Os pentecostais unicistas negam uma doutrina fundamental do Cristianismo: a doutrina da Trindade.

Este artigo foi escrito exclusivamente para alertar ao corpo de Cristo acerca deste movimento sectário e demonstrar à luz das Escrituras como os Unicistas estão equivocados sobre a verdadeira natureza de Deus. Seguimos a orientação de Judas 3, que nos exorta a lutar ardentemente pela fé que uma vez por todas foi dada aos santos.


O ARGUMENTO UNICISTA

A doutrina unicista está baseada no entendimento de duas verdades bíblicas. Estas bases bíblicas são usadas como fundamentos sobre o ponto de vista que tem de Deus e Jesus Cristo. A primeira verdade bíblica é que há somente um Deus e que Jesus é Deus. Destas duas verdades, os Unicistas deduzem que Jesus Cristo é Deus em sua totalidade, sendo assim, Jesus tem que ser o Pai, o Filho e o Espírito Santo, rechaçando a doutrina da Trindade.


O ARGUMENTO TRINITÁRIO
A Igreja, através dos séculos, sempre ensinou que dentro da unidade do único Deus existem três pessoas distintas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo; e estás três pessoas compartilham da mesma natureza e atributos; então, com efeito, estas três são o único Deus.

A teologia unicista ensina que Jesus Cristo é o Pai encarnado, e que o Espírito Santo é Jesus Cristo também. Estes ensinamentos são o pilar da teologia unicista. Vejamos se esta noção está em harmonia com as Escrituras.


PRINCIPAIS GRUPOS UNICISTAS MODERNOS

-Igreja Evangélica Voz da Verdade (IEVV);
-Igreja Só Jesus;
-Igreja Local (Witness Lee)
-Adeptos do Nome Yehoshua e Suas Variantes;
-Tabernáculo da Fé.
-A Voz da Pedra Angular (Willian Soto Santiago)
-Ministério Internacional Creciendo en Gracia
-Igreja Cristo Vive (do apostolo Miguel Ângelo)
-Igreja Apostólica da Fé em Cristo Jesus
-Igreja Pentecostal da Fé Apostólica
-Pentecostal Unida do Brasil,
-Igreja de Deus do Sétimo Dia
-Cruzada Paz Celestial,
-Evangélica Apostólica,
-Comunidade Pentecostal Beneficente Cristã,
-Primitiva do 7º dia,
-Tabernáculo de Deus,
-Pentecostal Novo Nascimento em Cristo e outras...


A teologia unicista ensina que Jesus Cristo é o Pai encarnado, e que o Espírito Santo é Jesus Cristo também. Estes ensinamentos são o pilar da teologia unicista. Esta noção, se dá pra assim chamar, será que está em harmonia com as Escrituras??
   
 Isso é o que nós veremos nas próximos próximos artigos do "Defensor da Fé". 

Victor Silva

4 de setembro de 2009

Filme " Xuxa e os Duendes"- A mitologia que há por trás


Ela esta de volta com mais uma saga cheia de mistérios e vilões que enaltecem sua própria pessoa. É claro, estamos falando de Xuxa e seu novo file – Xuxa e os Duendes. Nessa minuta sobre o referido filme, reservo-me em observar a questão “espiritual” do assunto. Acredito que críticas na área cinematográfica e artística é para críticos mais especializados, embora eles sempre dizem algo como: “Duendes, como Pop Star, ganhou apelo extra com a participação de figuras consagradas da tevê. De Gugu a Luciana Gimenez, há na produção um verdadeiro dream team do apelo popular. Como Kira, Xuxa não está muito diferente do papel que faz desde Super Xuxa Contra o Baixo Astral (1988). Agora, além de amiga das crianças e protetora da natureza, é também defensora dos duendes. Apesar dos tropeços, o filme mantém uma frágil linha narrativa, pré-requisito ausente em Xuxa Requebra e Xuxa Popstar... Efeitos especiais complementam o clima de fantasia, numa produção que custou ao todo R$ 4,5 milhões, com o aval do Ministério da Cultura”. Enfim, essa é a crítica cotidiana que Xuxa recebe de seus filmes! Nossas atenções devem se voltar para o lado principal enfocado no filme, o esoterismo. Fantasias e contos para crianças são uma coisa, mas quando uma referência artística do nível de Xuxa afirma: “É necessário ter permissão para falar de duendes. É preciso acreditar. Por isso, eu perguntei à Marlene se ela acredita. Não para dizer ´Oba! Você é da minha turma´ , mas para ter a certeza de que tudo vai dar certo, senão, a luz não funciona, o som não funciona, nada funciona... Fiz um especial de fim de ano que mostrava os anões do Papai Noel e nada funcionou. Tudo dava errado. Tive de pedir permissão a eles para continuar...”. Ela está afirmando categoricamente que crê nessas lendas, vejam que o texto extraído acima é de uma entrevista dada a um jornal sério e não uma estória contada para que crianças acreditem – A QUESTÃO É QUE XUXA BOTA FÉ MESMO NISSO! Ela chega a admitir: “... No meu quarto vi a cabeça do duende olhando e rindo pra mim..Minha admiração pelos duendes não é mais uma lenda, mas se tornou agora para mim uma crença.”. Se isso é magia e contos pra crianças, significa que Xuxa é o que? Adultos que acreditam em coisas de guri precisam é de um analista! Mas quem são esses duendes que Xuxa tanto venera? Teriam eles algo realmente de divino? Seriam realmente especiais?

Os Duendes

“Presente em várias mitologias e crenças populares, os duendes evocam um mundo de florestas e riachos sombrios, dominados por misteriosas forças naturais. Duende é uma criatura fantástica descrita como miniatura de gente ou anão, em geral dotada de grande inteligência e com poderes mágicos, entre os quais a capacidade de tornar-se invisível. Corresponde ao elfo e outros seres da mitologia nórdica. Na tradição germânica, predominam as versões segundo as quais os duendes usam seus poderes com intenção maligna e podem suscitar enfermidades, pesadelos ou desgraças. Também conhecidos em português como gnomos, são apresentados como habitantes de cavernas subterrâneas e que têm deformidades físicas. Em muitas das histórias de duendes, este rouba crianças para substituí-las por seus filhos, deficientes e corcundas. As características negativas, no entanto, nem sempre estão presentes: há também os duendes bondosos, travessos e inspiradores de boas ações. Em outros casos, confundem-se com espíritos do além, que causam transtornos domésticos, mudam objetos e móveis de lugar e perturbam o dia-a-dia das pessoas”. (Definição extraída da Barsa).

A Barsa define que “os duendes evocam um mundo de florestas e riachos sombrios” – A Bíblia diz: “pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniqüidade nas regiões celestes” (Ef.6:12); “os duendes usam seus poderes com intenção maligna e podem suscitar enfermidades, pesadelos ou desgraças” – “Naquela mesma hora, (Jesus) curou a muitos de doenças, de moléstias e de espíritos malignos” (Lc. 7:21 – parênteses nosso); “Em muitas das histórias de duendes, estes roubam crianças...”; - “O ladrão (diabo) não vem senão para roubar, matar e destruir” (Jo.10:10 – parênteses nosso); “os duendes são espíritos do além” – “Pois são espíritos de demônios, que operam sinais; os quais vão ao encontro dos reis de todo o mundo...” (Ap.16:14). Firmados na Palavra de Deus, podemos assegurar que os duendes são espíritos de demônios!

Acreditar em duendes e invocá-los é uma prática espúria e desagrada profundamente o nosso Deus! Todas etimologias dessas criaturinhas estão envolvidas com as trevas. Devemos proteger nossos filhos e não deixar que ao crescer se tornem pessoas que venham a ter sensibilidade ao esoterismo/espírita e aos demônios. Precisamos acordar para essas questões de nível espiritual. Criança é fidedigna no que aprende e seu caráter no futuro será moldado pelos paradigmas que a ela são apresentados hoje! Precisamos ensina-las no caminho do Senhor:

“Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele” (Pv. 22:6).

O futuro do cristianismo está em nossos filhos,e Satanás quer acabar com o cristianismo e para isso por meio de filmes como esse, ele quer manipular os filhos de Cristãos, para que não tenhamos ministros de Evangelho no futuro, o que facilitará a propagação de seu reino! Oremos pelas nossas crianças, oremos também pela vida de Xuxa! Enfim – OREMOS!

Victor Judha